Os mais lidos

Textos mais lidos

Posted by : Felippe Alves terça-feira, 2 de julho de 2013

     Talvez seja a repentina mudança da direção dos ventos vindos de lugar nenhum, ou talvez seja apenas uma ideia repentina que floresceu em minha mente como um cravo cultivado da forma mais dócil possível. A questão é que surgiu-me o pensamento obliquo de qual seria a real natureza de meu amigo Chubble. Acredito que seja uma morsa. Não é uma ideia de toda ilógica, mas sim o resultado de consequentes considerações que fiz sobre seus atos.
     Primeiramente, é preciso que você, caro ouvinte, saiba do que se trata tal espécime. Para início de conversa, que fique bem claro: ninguém nunca viu uma morsa. Caso um indivíduo afirme já ter visto, trata-se de um salafrário impostor, pois morsas não são animais que se afirme ter visto se não tiver visto realmente.
     Uma morsa não é uma espécie de ave de rapina, ou muito menos um termo pejorativo que possa ser usado para ofender alguém (embora diversas vezes seja usado com tal intuito por biólogos do signo de sagitário). A morsa trata-se de um formoso mamífero, que não habita desertos escaldantes nem casas de repouso religiosas. E é por essas e outras características que acredito que Chubble seja uma morsa.
     Morsas são notavelmente incapazes de desenvolver habilidades como dança ou separação silábica de proparoxítonas. Igualmente, meu caro amigo Chubble encontra dificuldades em realizá-las devido a sua extrema aversão a movimentos rítmicos e professores de português.
     Morsas costumam não falar mal de seus amigos pelas costas. E Chubble é do tipo de pessoa que escreve os defeitos alheios em letras grandes numa lousa visível diante do indivíduo.
     Morsas não vivem em torno de duzentos anos. E Chubble afirma que também não viverá até tal idade, devido a seu psicótico trauma por números iniciados pelo algarismo 2.
     Morsas não pensam apenas em dinheiro. E Chubble é a segunda espécie mais desinteressada por bens materiais que já encontrei (freiras de cabelos ruivos ocupam a primeira posição).
     Morsas não pensam nas consequências de seus atos. Vivem por instinto. E Chubble é considerado por muitos como o pai da frase “Siga o que seu coração diz”.
     Morsas também não são adeptas a se exibir constantemente por suas qualidades. Do mesmo modo, Chubble acredita que grandes talentos não necessitam de serem jogados para o alto para serem descobertos.
     Morsas não julgam um bom livro pela capa, ou um indivíduo pela aparência. Assim como Chubble sempre aguarda que certa intimidade se estabeleça, antes de dar início ao julgamento.
     Após a reunião de tantas evidências, concluí que não havia como me enganar. As semelhanças entre Chubble e as morsas eram muitas para que eu as ignorasse.
       Contudo, um breve impasse surgiu diante de mim, deixando-me duvidoso, por ser a única gritante diferença entre Chubble e tais formosos mamíferos: Chubble é um exímio admirador de queijo gorgonzola. E alguém por acaso já viu uma morsa que comesse queijo gorgonzola? Mas é claro que não! Afinal... ninguém nunca viu uma morsa.

{ 2 comentários... read them below or Comment }

Deixe um comentário!!! Chubble agradece...

- Copyright © Chubble & Eu - Devil Survivor 2 - Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan -